segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

A mulher perfeita

Astrid,

A mulher perfeita existe.
A mulher perfeita é aquela que me faz viver tudo outra vez como se fosse a primeira vez.
A mulher perfeita fala-me através do silêncio. Toca-me sem se mexer. Embriaga-me sem beber.
A mulher perfeita tem defeitos que são apenas características que brilham com luz própria.
A mulher perfeita faz-me viajar na mais alta montanha russa ao deixar-me entrar na sua mente complicada.
A mulher perfeita faz-me sentir grande e pequeno. Faz-me esquecer de mim.
A mulher perfeita faz-me querer realizar os meus desejos mais profundos, aqueles que nem a mim confesso que tenho
A mulher perfeita é a primeira coisa em que penso quando acordo, e a última ao deitar.
A mulher perfeita pára o tempo e tudo se torna eterno.
A mulher perfeita torna-me no homem mais forte e inteligente ao mesmo tempo vulnerável e humilde.
A mulher perfeita faz-me sentir uma criança diante de um gelado.
A mulher perfeita faz-me sentir falta da sua presença e não do sexo, quando se ausenta.
A mulher perfeita faz-me deixa-la conduzir-me de olhos fechados, com total confiança.
A mulher perfeita tem um sorriso enigmático que só a mim revela.
A mulher perfeita torna todos os meus momentos, por mais simples que sejam, em algo pleno, intenso e vibrante.
A mulher perfeita faz-me ser uma pessoa melhor.
A mulher perfeita, mesmo com todos os defeitos do mundo, tem algo mais que parece impossível. Algo tão grande que dá a impressão de que o amor nunca tem fim.

A mulher perfeita existe. Eu sei porque ela roubo-me o coração

12 comentários:

Fenix disse...

Que LINDO!!!

O texto está muito bem escrito, sem dúvida nehuma, mas o que mais me agrada é o que está para lá das palavras..., aquilo que elas transmitem..., o reconhecimento.

Se uma certa pessoa tivesse o talento com as palavras, que tu tens, eu já teria ouvido/lido uma coisa assim, há anos...

Não estou a ser convencida, ou presunçosa.
Eu sei porque sinto, o que as palavras não dizem, não porque não haja sentimento, apenas porque são escassas por personalidade.

Parabéns pelo texto, pelo sentimento e por teres encontrado a mulher que te faz sentir assim.
Não é frequente.

Sayuri disse...

Cisne Negro, se este fosse um concurso entre ti e a Astrid, eu diria que estavam os dois empatados neste momento :)

Bonito texto! Apenas discordo no final: a mulher perfeita não te roubou o coração, vive sim dentro dele :)

Metade da Laranja disse...

Que lindo :)
Não consigo dizer, ou neste caso escrever, mais nada, a não ser que lindo...

XR disse...

Bom ... com este resgataste aquela tua "lista dos 8". À altura da famosa carta de amor do outro blog, até.
A tua escrita está em grande forma. Continua assim ;)

Beijo

Astrid disse...

Que texto mais lindo... Sabe de uma coisa, Paulinho? Eu acordo e adormeço há quase 9 anos com a mesma sensação... todos os dias... e ele diz-me sempre ao ouvido: Amo-te! E devo confessar que com a mesma doçura da primeira vez... E pensar que um dia a Editora Chefe da Revista Marie Claire fez um artigo sobre este lindo amor, que digamos assim, aterrou na minhaa vida... e foi lindo, mesmo separados por um oceano, ler as juras de amor dele (juras que ele cumpriu e continua a cumprir)... Poxa, Paulinho... abri aqui meu coração... ;)
Beijinhos, lindo! Cuida bem de ti... fuiiiiiiiiiiii

Sanxeri disse...

LIndo, lindo, lindo.

Tomara a muitos homens terem inteligencia e meiguice o suficiente para escrever um texto assim. :)

Astrid disse...

Sayuri, minha linda... deixa o Paulinho ter aquela sensação de que está disparado à nossa frente... deixa ela saborear o momento... e olha que, pelos vistos, quando exigimos dele, ele sai da carapaça e a imagem que vislumbramos é quase impossível de esquecer... Eu já estou esperando pela próxima... Deixo aqui uma prendinha virtual para inspirar a nossa manhã e fazer revoar as penas do nosso Cisne Negro:
Poemas para todas as mulheres
Vinicius de Moraes

No teu branco seio eu choro.
Minhas lágrimas descem pelo teu ventre
E se embebedam do perfume do teu sexo.
Mulher, que máquina és, que só me tens desesperado
Confuso, criança para te conter!
Oh, não feches os teus braços sobre a minha tristeza não!
Ah, não abandones a tua boca à minha inocência, não!
Homem sou belo
Macho sou forte, poeta sou altíssimo
E só a pureza me ama e ela é em mim uma cidade e tem mil e uma portas.
Ai! teus cabelos recendem à flor da murta
Melhor seria morrer ou ver-te morta
E nunca, nunca poder te tocar!
Mas, fauno, sinto o vento do mar roçar-me os braços
Anjo, sinto o calor do vento nas espumas
Passarinho, sinto o ninho nos teus pêlos...
Correi, correi, ó lágrimas saudosas
Afogai-me, tirai-me deste tempo
Levai-me para o campo das estrelas
Entregai-me depressa à lua cheia
Dai-me o poder vagaroso do soneto, dai-me a iluminação das odes, dai-me o [cântico dos cânticos
Que eu não posso mais, ai!
Que esta mulher me devora!
Que eu quero fugir, quero a minha mãezinha quero o colo de Nossa Senhora!

Poema extraído do livro "Vinicius de Moraes — Poesia completa e Prosa", Editora Nova Aguillar — Rio de Janeiro, 1998, pág. 262.

Beijos, Sayuri. Beijos,Cisne... fui

Tita disse...

A mulher perfeita só é perfeita aos olhos de quem a quer perfeita. Isso chega. Tenho inveja... Mas da boa...!

Astrid disse...

Cisne, já conheces a Ana?
http://vimeo.com/2397124

Paulo disse...

Meninas
Vocês estragam-me com mimos. Qualquer dia ainda acredito que sei escrever.

Ps:e não tenham inveja dela, pois além de me ter roubado o coração fugiu com ele. Mas mesmo assim não deixa de ser perfeita.

LiliS disse...

pois dizem q sim...é bem assim... e o homem perfeito é a mesma coisa... lol
bju bju bju

♥...Gabrielle...♥ disse...

Maravilhoso. Estonteante. Bravo!