quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Ter Saudades Terríveis

A saudade faz parte da nossa identidade e é muita coisa. Mas no fundo não é mais do que a simples vontade de repetir o que já se conheceu com tanto gosto.

Andamos constantemente à procura de algo novo. Um filme, um livro, uma sensação nova. Mas nas coisas que amamos, que nos dão verdadeiro prazer de existir, aquilo que queremos é somente repetir. Voltar a sentir o mesmo. Confirmar.

E é com a mais pura e verdadeira das vontades quando se pensa no que amamos. Seja uma mulher/homem ou um bacalhau à bráz, uma imperial na esplanada em pleno verão. Pensa-se nelas porque a sua ausência é o que força o pensamento.

Neste tempo em que a repetição mata. A rotina destroi. Não haverá amor mais verdadeiro do que aquele que nos leva a repetir. E muitas muitas vezes. Até à milésima vez!

E voltar a repetir

5 comentários:

Tita disse...

Eu fico a pensar em como é que as pessoas que não têm a palavra Saudade no seu idioma conseguem transmitir este sentimento...

Dona da Asa disse...

alguém um dia me disse que a saudade é um pouco como fome e só passa quando se come a presença.
beijos, flores e estrelas***

Sanxeri disse...

Adorei.

Sayuri disse...

Nem mais...

Metade da Laranja disse...

E depois de repetir ficar com vontade de repetir outra vez...hum, isto está a lembrar-me uma coisa... hehe, mas não digo o quê...