quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

façam façam façam!

É apenas mais uma página no calendário. Apenas mais uma volta em torno do sol. Uma de muitas. E mesmo essas voltas, têm os dias contados. Um dia acabam. Mas já que alguém nos ofereceu estas voltas e temos mais uma pela frente, novinha em folha, pronta a estrear, e porque não aproveitar ao máximo?

E os começos são sempre belos. Acendem outra vez a chama da esperança. Mas eu não gosto da esperança. A esperança tem má fama. Rafael Alberti chamou-a de "puta". Nietzsche de derradeiro mal: "é o pior dos mal, porquanto prelonga o tormento". Geraldo Vandré cantava que: "esperar não é saber, quem sabe faz a hora, não espera acontecer". Acredito que a esperança sirva para dar sentido a uma acção, mas não sentido à vida. Há muita gente que se deita à sua sombra.

Os começos são sempre belos, e o de ano novo normalmente só dura um dia. Não esperem um ano novo melhor. Façam um ano novo melhor.

Eu vou fazer. Ainda não sei o que, mas sei que vou fazer!

3 comentários:

Astrid disse...

... O post que fez lembrar Drummond..."Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente"

Paulo disse...

E não é que era mesmo isso que eu queria dizer? Pois, mas eu não sou o genial Drummond.

e nem a esperaça escapou à maldita revolução industrial

complicadinha disse...

Ano Novo... uma boa desculpa para tentarmos de novo e melhor, e uma boa desculpa dá sempre jeito!
Bom 2009! ; )