sexta-feira, 20 de março de 2009

O estranho caso das peúgas desaparecidas




Moro sozinho. Não tenho mulher-a-dias que me arrume a casa. Não tenho animais de estimação. Sou eu que trato de todo o processo. Desde mete-las no cesto da roupa suja. Na máquina. No estendal. E na gaveta.




E a questão é:
Porque raio é que tenho cada vez mais peúgas despernadas??




e não.Nada disso! Chego sempre a casa com a roupa toda

10 comentários:

Anónimo disse...

Mistério...
Bom-fim de semana.
Eva

Anónimo disse...

Isso a mim tb me acontece :| Meias, cuecas e afins :S

Alexandra disse...

O tambor da máquina não as entala?

Ou caem do estendal...

Já sei! É a vizinha do lado que gosta de ti e não sabe como chamar a atenção.

Surrupia as meias.

Ana Omelete disse...

É engraçado, a mim também me acontece... talvez ganhem vida própria, se aborreçam e saiam de casa pelo seu próprio pé.. porque, afinal, estamos a falar de peúgas :o))

Beijinhos e bom fim-de-semana! ***

Sanxeri disse...

Aqui em casa desaparecem talheres. Que eu saiba, ninguem os rouba ou deita fora.

Elas volta a aparecer... :P

@na disse...

ahahahaha

*flor* disse...

Talvez seja o vizinho do lado!!!

ou a máquina de lavar as come!!!

=PP

beijoca*

Sayuri disse...

Acho que a solução está no estendal... :)

Ana C. disse...

Não há casa onde não desapareçam peúgas. Aliás, casa que é casa, tem que ter vários mistérios de peúgas desaparecidas por mês.
Gostava de saber onde é que elas se reúnem todas a partilhar experiências.
*Algumas costumam ser descobertas mais do que uma vez no interior das capas de edredon quando são lavadas em conjunto :)

Anónimo disse...

Para quem entenda um pouco de espanhol, vejam o que estes gajos inventaram. Um sistema para as pessoas não perderem as peúgas.

http://www.encuentraatuotrocalcetin.com