segunda-feira, 23 de março de 2009

sim, mas não abdico

- Cansa, não cansa?
- Cansa. Cansa muito.
- Porque é que não passamos melhor sem ele?
- E já reparaste que não tem nada de coerente?
- Já. E nenhuma certeza.
- Tão regenerador e complexo ao mesmo tempo.
- É. Estou-me sempre a questionar como é possivel gostar tanto de alguém assim.
- Como se fosse um grande mistério.
- É.
- Então é porque é mesmo amor.
- Mas quando é que sabes que é mesmo amor?
- humm.. não sei bem.. talvez quando passa o encantamento e reparamos que já não passamos sem o mau feitio daquela pessoa..
- Íncrivel como os defeitos de alguém passam a contar mais que as qualidades..
- Sim, mas cansa.
- Muito, mas é um cansaço de que não abdico.
- Mas porque é que não amamos quem queremos?O amor além de fodido é tão estúpido.
- Amamos como podemos e muitas vezes contra a nossa própria vontade.
- E acreditas que um raio caia duas vezes no mesmo sítio?
- Acredito! Ontem vi um filme em que uma personagem tinha sido atingida por um raio sete vezes!
- sete vezes?!!
- Sim.
- Uau!!
- Mas o mais triste é que morreu sozinho num lar..
- haja resistência..

4 comentários:

Ana Omelete disse...

também vi esse filme,
falo do raio que cai duas vezes sempre no mesmo tipo.
qual era o filme?... já não me lembro.

o cansaço acho que não faz bem a uma relação.
acho que o mau feitio não é forma de manter uma relação, embora haja sempre quem acorde mal-disposto e etcetera.

eu acho que abdico..

boa noite ***

Paulo disse...

mas aposto que não abdicas de um clic ;)

para ti também

Mag disse...

Sete vezes... "O Estranho Caso de Benjamim Button"?

Anónimo disse...

Pois eu ainda estou para ver se é mesmo verdade essa de o mesmo raio cair duas vezes...quem sabe... a vida dá tantas voltas!
Eva